Força-tarefa anti-corrupção do Brasil para ‘Lava Jato’ termina em melancolia

Noticias

SÃO PAULO (AP) – Uma proeminente força-tarefa de promotores brasileiros foi oficialmente dissolvida na quarta-feira, marcando o fim simbólico de uma unidade investigativa inicialmente elogiada por combater a impunidade entre a elite política e empresarial do país, mas recentemente sob fogo por alegações de parcialidade em suas investigações.

A investigação “Lava Jato” começou em março de 2014, investigando o câmbio do mercado negro envolvendo um posto de gasolina na capital do Brasil, Brasília, mas logo descobriu bilhões de dólares em propinas relacionadas a contratos de construção concedidos pela gigante estatal do petróleo Petrobras. Os investigadores descobriram que grande parte dos fundos ilícitos foi para os cofres do partido e bolsos de políticos.

A unidade compartilhou suas descobertas com outras nações, que espalharam o cálculo anticorrupção por toda a região.

Ex-presidentes, incluindo o brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, o peruano Alejandro Toledo, o panamenha Ricardo Martinelli e o salvadorenho Mauricio Funes, foram presos por algum tempo em decorrência de investigações na Lava Jato, assim como altos executivos das principais construtoras Odebrecht, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão e Camargo Correa. A Odebrecht mudou recentemente de nome para Novonor.

O Ministério Público Federal do Paraná informou em nota que os nove integrantes da força-tarefa foram realocados para um grupo de combate ao crime organizado, denominado Gaeco. Cinco deles continuarão as investigações da Lava Jato, enquanto quatro estão assumindo obrigações inteiramente novas.

“A força-tarefa no Paraná deixa de existir, mas alguns de seus integrantes vão trabalhar no Gaeco com o objetivo de dar continuidade ao trabalho”, diz o comunicado.

Houve spin-offs menores de sondas Lava Jato nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Os promotores do Rio também serão absorvidos por Gaeco, enquanto os de São Paulo renunciaram em massa no ano passado.

No Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Noticias
Governador do Ceará prorroga lockdown por mais uma semana

Todas as cidades do estado estão sob medidas de isolamento mais rígidas de combate à covid-19

Noticias
Auxílio emergencial menor começa a ser pago em meio à piora da pandemia

Programa em 2021 reduziu público atendido e valor das parcelas; verba liberada equivale a 15% do que foi gasto no ano passado

Noticias
Como a lua cheia ajudou a desobstruir o Canal de Suez

A lua cheia que ajudou a desencalhar o navio cargueiro do Canal de Suez vista da Holanda Foto: Nicolas Economou/NurPhoto via Getty Images